O arroz, apesar de ser um elemento bastante comum na nossa gastronomia, padece de um pequeno mal: tem de ser feito com algum cuidado e requer mais trabalho do que a simples cozedura de massas ou batatas. Não é incomum aparecer-nos à frente, mesmo em restaurantes, um arroz com algumas semelhanças a… puré. Para evitar estes constrangimentos nas vossas próprias casas, nada como seguir a receita.

A receita que vos apresento é uma das possíveis, com a vantagem de poder ter algumas variantes. A coisa dará para umas 3 pessoas:

Receita – arroz de cebola
– Um copo cheio de arroz.
– Dois copos cheios de água.
– Uma cebola pequena
– Azeite
– Sal

1. Lave o arroz, deixe secar e reserve.
2. Descasque uma cebola o mais fininho que puderem e levem a alourar em azeite, que deve chegar para cobrir toda a superfície da panela. Deixe alourar uns 5 minutos em lume brando .
3. Junte o arroz e mexa sempre durante 2 minutos, de modo a que o arroz não se agarre ao tacho. Junte sal a gosto durante a operação.
4. Junte dois copos de água e deixe cozer durante 5 ou 7 minutos para que o arroz possa abrir um pouco.
5. Desligue o lume, ponha a tampa na panela e ponha um ou dois panos a cobrir, de modo a evitar a saída de calor .
6. Passados 10 ou 15 minutos, poderá retirar a tampa e verificar se ainda há água dentro da panela. Caso ainda haja alguma água, recoloque os panos e feche a panela por mais 5 minutos. Caso o arroz já esteja seco, é sinal que está pronto a servir.

Variantes:
Esta receita aplica-se ao arroz de cebola, mas há outras boas variantes. É o caso do arroz de alho e de tomate.
No caso de preferir o sabor a alho, deverá substituir a cebola por 2 ou 3 cabeças de alho bem partidas, tendo em atenção a respectiva fritura em azeite, para não queimar.
Se optar pelo muito português arroz de tomate, sugiro que passe a usar meia cebola e um tomate chucha muito bem cortado e que coloque ambos logo de início no azeite a fritar. <>